terça-feira, abril 16, 2024
Home Brasil Cacique em Brumadinho e militante da causa indígena é encontrado morto

Cacique em Brumadinho e militante da causa indígena é encontrado morto

por RIGUE
0 Comente
cacique-em-brumadinho-e-militante-da-causa-indigena-e-encontrado-morto

O cacique Merong Kamakã Mongoió, líder do povo indígena Pataxó-hã-hã-hãe, foi encontrado desacordado na última segunda-feira (4) na aldeia Kamakã Mongoió, em Brumadinho, Minas Gerais.

Segundo informações da Polícia Civil, o cacique de 36 anos foi socorrido mas não resistiu. A perícia esteve no local e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal de Betim, onde passou por exame de necropsia. Nesta terça-feira, a família realizou o velório e amanhã (6) será o sepultamento.

A Polícia Federal de Minas Gerais está à frente das investigações.

Quem foi o Cacique Merong Kamakã Mongoió

Nascido no município de Contagem, no interior do estado mineiro, Merong Kamakã foi morar com na Bahia quando criança, segundo a nota de pesar da Funai.

De acordo com o Museu do Índio, no Rio de Janeiro, a infância foi uma época de dificuldades para a família do cacique, que não contava com apoio dos governos nem com a venda de artesanato para subsistência.

Já adulto, Merong se tornou militante em defesa dos territórios de seu povo e de outros grupos étnicos, como o Kaingáng, Xokleng, Guarani e trabalhou na Ocupação Lanceiros Negros, que apoiou povos indígenas do Rio Grande do Sul a terem suas terras de volta.

Em Brumadinho, onde foi encontrado sem vida, o cacique liderava a retomada do território Pataxó-hã-hã-hãe no município.

Segundo a nota de memória do Conselho Indígena Missionário (Cimi), Merong Kamakã Mongoió deixa dois filhos. A nota relembra o pensamento do líder indígena em sua última ação na cidade mineira.

“Nós, povos indígenas, fomos guiados até aqui pelo Grande Espírito para ocupar e cuidar dessas terras. E também para alertar a sociedade que alguns ainda estão dormindo e não viram o grande estrago que a mineração está causando”, dizia Merong.

Ele costumava relatar a pressão psicológica de grandes empresas, latifundiários e até mesmo das autoridades contra os povos indígenas para desocupar territórios, e lutou contra isso até sua morte.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

News Post 2025 © Todos direitos reservados