terça-feira, abril 16, 2024
Home Economia Doenças que podem liberar o Auxílio-Doença do INSS

Doenças que podem liberar o Auxílio-Doença do INSS

por Mix Vale
0 Comente
doencas-que-podem-liberar-o-auxilio-doenca-do-inss

Quando o assunto é benefício por incapacidade temporária, uma das perguntas mais recorrentes é: quais doenças concedem direito ao auxílio-doença do INSS? Para esclarecer esse tema, destacamos as principais informações que você precisa saber sobre esse benefício.

O Que É o Auxílio-Doença e Quem Tem Direito?

O auxílio-doença, agora chamado de Benefício por Incapacidade Temporária desde a reforma da previdência, é um benefício previdenciário destinado aos trabalhadores que ficam impossibilitados de exercer suas atividades habituais por mais de 15 dias consecutivos.

É importante ressaltar que esse benefício é concedido não apenas em virtude da doença em si, mas sim da incapacidade para o trabalho do segurado. Assim, mesmo que uma pessoa tenha sido diagnosticada com uma doença, ela só terá direito ao benefício se estiver incapacitada para o trabalho.

Quais as Doenças Que Dão Direito ao Auxílio-Doença?

Não existe uma lista específica de doenças que concedem automaticamente o auxílio-doença. O benefício é concedido com base na incapacidade do segurado para o trabalho. No entanto, algumas das doenças mais comuns que podem levar ao afastamento temporário são:

  • Síndrome de Burnout
  • Depressão e Ansiedade
  • LER/DORT (Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho)
  • Bursite
  • Dor nas Costas
  • Hérnia de Disco
  • Espondiloartrose Anquilosante

É importante ressaltar que, em todos os casos, é necessário comprovar a incapacidade para o trabalho, seja por meio de perícia médica ou análise documental realizada pelo INSS.

Doenças Graves e Isenção da Carência Mínima

Existem casos em que a isenção da carência mínima é concedida, dispensando o segurado de comprovar os 12 meses de contribuição ao INSS. Essa isenção ocorre quando a incapacidade é decorrente de acidente de qualquer natureza, doença ocupacional ou doença grave.

Entre as doenças graves que garantem a isenção da carência mínima estão:

  • Tuberculose
  • Neoplasia Maligna (Câncer)
  • Cegueira
  • Paralisia Irreversível e Incapacitante
  • Hepatopatia Grave
  • Cardiopatia Grave
  • Doença de Parkinson
  • Espondiloartrose Anquilosante
  • HIV/AIDS
  • Contaminação por Radiação
  • Abdome Agudo Cirúrgico

Além disso, doenças ocupacionais relacionadas ao trabalho também podem conceder direito ao auxílio-doença, desde que comprovada a incapacidade para as atividades laborais.

Como Comprovar a Incapacidade Temporária?

Para solicitar o auxílio-doença, é fundamental apresentar documentos médicos que comprovem a incapacidade temporária para o trabalho. Isso inclui:

  • Atestado médico ou laudo médico indicando o afastamento do trabalho
  • Exames médicos que confirmem a incapacidade
  • Receituários médicos
  • Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), se aplicável
  • Relatórios de fisioterapia
  • Laudos de exames médicos

Caso seja necessária perícia médica, o resultado estará disponível no site do INSS após a realização do procedimento.

Se você está passando por essa situação, é essencial buscar orientação especializada para garantir seus direitos previdenciários.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

News Post 2025 © Todos direitos reservados