segunda-feira, abril 15, 2024
Home Mundo Extrema direita na França faz da imigração foco da campanha eleitoral

Extrema direita na França faz da imigração foco da campanha eleitoral

por reuters
0 Comente
extrema-direita-na-franca-faz-da-imigracao-foco-da-campanha-eleitoral

O partido de extrema direita francês Rassemblement National (RN), de Marine Le Pen, deu início à campanha para as eleições europeias de junho neste domingo (3), dizendo que a votação será um referendo sobre a imigração.

As pesquisas de opinião mostram que o RN deverá obter grandes ganhos nas eleições — algumas pesquisas o creditam com 28% a 30% de apoio — e que poderá representar um grande desafio para os principais partidos da França, incluindo o Renaissance, do presidente francês, Emmanuel Macron.

“Está bem claro que essas eleições de 9 de junho são um referendo contra sermos submersos pelos migrantes”, disse o presidente do RN, Jordan Bardella, 28 anos, que liderará o RN nas eleições, no primeiro comício de campanha do partido na cidade portuária de Marselha, no sul do país.

“Cabe ao povo francês decidir quem tem permissão para entrar no país e quem não tem. Conosco, a França protegerá suas fronteiras”, disse ele à multidão.

Bardella fez o discurso de encerramento da reunião em frente a um enorme cartaz com o slogan da campanha “A França está de volta, a Europa volta à vida”, enquanto seus apoiadores agitavam bandeiras francesas e gritavam “nós vamos vencer” e “estamos em casa”.

Como em outros lugares da Europa, a extrema direita francesa se beneficiou da crise no custo de vida, do aumento da imigração, do crescente descontentamento dos agricultores com a burocracia e os altos custos e do ressentimento geral em relação à elite política.

De acordo com o instituto de estatísticas INSEE, o número de imigrantes — pessoas que vivem na França, mas nasceram no exterior — era de 5% em 1946, atingindo 7,4% em 1975 e 8,5% em 2010, chegando a pouco mais de 10% em 2022. Cerca de um terço deles se tornou francês.

Bardella e Le Pen, que fez o discurso de abertura, atacaram Macron durante a reunião.

Le Pen disse que Macron, que recentemente recebeu uma recepção hostil dos agricultores na feira comercial de Paris, é um presidente “sitiado”.

Ela também criticou os comentários recentes de Macron de que o envio de tropas europeias para a Ucrânia não poderia ser descartado, dizendo que Macron “acha que pode encontrar salvação política em uma postura bélica que surpreendeu o povo francês”.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

News Post 2025 © Todos direitos reservados