quinta-feira, maio 23, 2024
Home Politica Governo Lula quer convencer parlamentares a manter veto de Bolsonaro a bagagens gratuitas

Governo Lula quer convencer parlamentares a manter veto de Bolsonaro a bagagens gratuitas

por Hellen Leite do R7 em Brasilia
0 Comente
governo-lula-quer-convencer-parlamentares-a-manter-veto-de-bolsonaro-a-bagagens-gratuitas

O governo Lula articula para que os parlamentares mantenham o veto presidencial do governo Bolsonaro que impediu o despacho gratuito de bagagens em viagens aéreas. A proposta pode ser votada na próxima sessão conjunta do Congresso, visto que a análise da medida em questão está impedindo a votação de outras propostas. A pauta do Congresso está trancada até que os parlamentares decidam sobre o assunto, mas ainda não há data para o tema ser analisado.

A gratuidade no despacho de bagagens foi vetada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro em junho de 2022. Na ocasião, o Congresso aprovou uma lei que flexibilizava as normas do setor aéreo, e um dos artigos proibia as companhias aéreas de cobrar taxas pelo despacho de malas.

O governo vetou esse trecho sob o argumento de que a gratuidade ia contra o interesse público e que, na prática, resultaria em um aumento nos preços das passagens aéreas.

O peso das bagagens variava conforme o trajeto, com limites de até 23 quilos em voos nacionais e 30 quilos em voos internacionais. Desde 2017, as companhias aéreas têm permissão para cobrar pelo despacho de malas. Naquela época, as empresas justificavam que essa cobrança ajudaria a reduzir os preços das passagens, o que não ocorreu.

[adning id="2818"]

O Congresso tinha um prazo de 30 dias para analisar o veto, mas a falta de consenso resultou na ausência de debate em plenário sobre o assunto. A liderança do governo no Senado mencionou em ocasiões anteriores que buscaria manter o veto e que o Ministério de Portos e Aeroportos, liderado por Silvio Costa Filho, estava negociando um acordo com parlamentares descontentes com a situação.

Leia mais: Cão farejador ajuda PF a encontrar fuzil em carro usado por foragidos de Mossoró

Recentemente, Costa Filho disse estar prevista uma reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e líderes partidários, ainda em abril. O objetivo é convencer deputados e senadores para que mantenham o veto sobre o tema.

A justificativa do ministro do governo Lula é que a manutenção da medida pode atrair mais voos internacionais, permitindo que companhias aéreas de baixo custo entrem no mercado e operacionalizem voos considerados mais estratégicos.

O argumento é o mesmo apresentado pelos ministérios da Infraestrutura e da Economia durante o governo Bolsonaro, de que o retorno da gratuidade na bagagem poderia dificultar a entrada de empresas de baixo custo, conhecidas como “low cost”.

As empresas afirmam que, sem a cobrança pelo serviço, os custos são repassados para os preços das passagens de todos os passageiros, incluindo os que não despacham bagagens extras.

A Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) afirma que a manutenção do veto “alinha o Brasil às práticas internacionais e avança na consolidação de um modelo de negócios mais competitivo e atrativo para novas empresas”. “A Abear também ressalta a insegurança jurídica ocasionada pela eventual retomada da franquia obrigatória, pois não fica claro como serão tratados os bilhetes já comercializados.”

Veja: Comissão do Senado começa a analisar isenção do IR para quem ganha até dois salários mínimos

Latam: o custo do despacho de bagagem em voos nacionais varia de R$ 50 a R$ 160. Para enviar uma segunda mala, a cobrança fica entre R$ 130 e R$ 185. Nos voos internacionais, os preços variam de acordo com o país de destino.

Gol: o custo do despacho de bagagem em voos nacionais varia de R$ 110 a R$ 145. Para a segunda mala, o valor pode variar de R$ 135 a R$ 180. Em voos internacionais, o despacho de uma mala pode chegar a R$ 420.

Azul: o despacho da primeira bagagem custa R$110 para até 23kg em voos nacionais. A segunda mala pode ser enviada por R$140. No caso de voos internacionais, o despacho de uma mala tem o custo de R$266,50.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

Facebook Twitter Youtube Linkedin Envelope Instagram

categorias noticias

noticias recentes

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo...

as mais lidas

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo viraliza “Nossa simples existência é ilegal”: russos LGBTQIA+ temem pelo futuro

News Post 2025 © Todos direitos reservados