terça-feira, maio 28, 2024
Home Mundo Israel admite ter matado e enterrado dois palestinos com uma escavadeira

Israel admite ter matado e enterrado dois palestinos com uma escavadeira

por marienramos
0 Comente
israel-admite-ter-matado-e-enterrado-dois-palestinos-com-uma-escavadeira

As Forças de Defesa de Israel (IDF) admitiram ter matado dois homens palestinos e enterrado seus corpos com uma escavadeira depois que o canal de comunicação Al Jazeera publicou um vídeo que supostamente mostrava o incidente na quarta-feira (27).

Os homens se aproximaram de sua “área operacional” no centro de Gaza “de maneira suspeita” e não responderam a um tiro de advertência, disse a IDF em um comunicado à CNN. Os israelenses os mataram e destruíram seus corpos, temendo que carregassem explosivos, disse.

No vídeo, filmado à distância e com uma edição pesada, dois homens são vistos caminhando ao longo de uma praia em Gaza, separados um do outro; ambos parecem estar agitando bandeiras brancas, para simbolizar a rendição, enquanto se aproximam cautelosamente de um grupo de soldados israelenses.

O vídeo mostra um homem caminhando em direção aos soldados com as mãos no ar. Ele desaparece de vista atrás de areia e concreto. Não fica claro o que acontece com ele em seguida.

O segundo homem se afasta dos soldados. Enquanto se afasta apressadamente da câmera, ele é visto sendo seguido por um veículo blindado israelense. De repente, ele cai na areia, aparentemente baleado.

O vídeo então corta para outro ângulo, um local que a CNN não conseguiu localizar geograficamente, onde uma escavadeira militar israelense é vista enterrando sem cerimônia dois corpos na areia e em detritos.

Não está claro se os corpos mostrados na segunda metade do filme são os dois homens que foram filmados no início da sequência.

A Al Jazeera afirma que os corpos são dos mesmos homens e que a “escavadeira gigante remove os dois corpos e os enterra na areia e no lixo”. Os soldados israelenses tentam esconder as execuções.

A CNN solicitou à Al Jazeera uma cópia não editada da filmagem.

O canal de comunicação disse que o incidente aconteceu perto da Al Rasheed Street, no centro de Gaza. A CNN localizou geograficamente o vídeo e confirmou que ele mostrava o incidente na praia.

Evidências visuais adicionais — imagens de satélite e vídeos — mostram que veículos militares israelenses de engenharia, como escavadeiras, foram posicionados no local.

O vídeo editado “representa dois incidentes diferentes”, disse a IDF.

“O primeiro incidente ocorreu na parte sul do corredor. Depois que o suspeito não respondeu a um tiro de advertência, a (força) atirou em sua direção e ele foi baleado e levemente ferido”, disse a Defesa, acrescentando que ele foi liberado após receber tratamento médico e ser interrogado.

O IDF também afirmou que o segundo incidente ocorreu na parte norte do corredor e os dois suspeitos foram alvejados depois de se aproximarem das forças israelenses “de maneira suspeita”.

“Dois suspeitos com bolsas nas costas observaram nossas forças e se aproximaram delas de maneira suspeita. Depois de não responderem a um tiro de advertência, as forças conduziram fogo real contra eles, o que resultou em sua morte. Os corpos foram removidos da área usando a ferramenta documentada por medo de que houvesse explosivos nos suspeitos e risco para as forças”, disse a IDF.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

Facebook Twitter Youtube Linkedin Envelope Instagram

categorias noticias

noticias recentes

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo...

as mais lidas

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo viraliza “Nossa simples existência é ilegal”: russos LGBTQIA+ temem pelo futuro

News Post 2025 © Todos direitos reservados