segunda-feira, abril 15, 2024
Home Mundo OMS alerta que invasão de Israel a Rafah seria catástrofe incomensurável

OMS alerta que invasão de Israel a Rafah seria catástrofe incomensurável

por Leo Lopes
0 Comente
oms-alerta-que-invasao-de-israel-a-rafah-seria-catastrofe-incomensuravel

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, nesta quarta-feira (14), que uma ofensiva militar israelense contra Rafah, no sul de Gaza, causaria uma “catástrofe incomensurável” e levaria o sistema de saúde do território palestino à beira do colapso.

“As atividades militares nesta área, nesta área densamente povoada, seriam, obviamente, uma catástrofe incomensurável e expandiriam ainda mais o desastre humanitário para além da imaginação”, disse Richard Peeperkorn, representante da OMS para Gaza e Cisjordânia.

Mais de um milhão de palestinos estão refugiados em Rafah, no extremo sul da Faixa de Gaza, na fronteira com o Egito, onde muitos vivem em acampamentos e abrigos improvisados ​​depois de fugirem dos bombardeios israelenses em outras partes de Gaza.

Os militares israelenses dizem que querem expulsar os militantes do Hamas dos esconderijos em Rafah e libertar os reféns detidos lá, mas não deu detalhes de um plano proposto para evacuar os civis.

As Nações Unidas disseram que uma ofensiva israelense ali poderia “levar a um massacre”.

“Também aumentará a carga sobre um sistema de saúde completamente sobrecarregado, que já está de joelhos, e aumentará a carga do trauma e colocará o sistema de saúde mais perto da beira do colapso”, disse Peeperkorn.

Peeperkorn disse que a capacidade da OMS de distribuir ajuda médica a Gaza era limitada porque muitos dos seus pedidos de entrega de suprimentos foram negados.

Ele disse que apenas 40% das missões da OMS ao norte de Gaza foram autorizadas desde novembro e que este número caiu significativamente desde Janeiro.

“Todas estas missões foram negadas, impedidas ou adiadas”, disse ele, acrescentando que era “absurdo” que apenas 45% dos pedidos de missão da OMS para o sul de Gaza tivessem sido atendidos.

Israel negou anteriormente ter bloqueado a entrada de ajuda.

“Mesmo quando não há cessar-fogo, devem existir corredores humanitários para que a OMS e a ONU possam fazer o seu trabalho”, disse Peeperkorn.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

News Post 2025 © Todos direitos reservados