terça-feira, abril 16, 2024
Home Brasil Pesquisa pretende definir ampliação da faixa etária atendida pela vacina contra dengue

Pesquisa pretende definir ampliação da faixa etária atendida pela vacina contra dengue

por joaonakamura
0 Comente
pesquisa-pretende-definir-ampliacao-da-faixa-etaria-atendida-pela-vacina-contra-dengue

A cidade do Rio de Janeiro iniciou, neste sábado (24), uma nova fase do estudo que vai auxiliar na tomada de decisão para ampliação de faixa etária da campanha nacional de vacinação contra a dengue. No momento, somente a população de 10 a 14 anos está sendo imunizada.

A pesquisa, que tem como parceiros o Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vai acontecer, nesta fase, em mais duas unidades de saúde, em Guaratiba, na zona oeste da capital fluminense. A região foi escolhida devido ao histórico de casos da doença.

Os participantes elegíveis serão cadastrados e devem ser imunizados até a próxima sexta-feira (1º). Podem se voluntariar moradores da região cadastrados na Atenção Primária entre 18 e 40 anos.

A exceção é para gestantes ou pessoas que estejam amamentando, em caso de terem contraído dengue nos últimos seis meses, com problemas de imunodepressão ou se receberam hemoderivados nos últimos três meses. A expectativa é vacinar 20 mil voluntários.

O autônomo Simon Moreno, de 23 anos, foi o primeiro voluntário a ser vacinado no estudo. “A vacinação é fundamental, principalmente nas áreas que estão tendo muitos casos, como Guaratiba”, afirmou ele.

Simon Moreno foi o primeiro voluntário a ser vacinado no estudo / Edu Kapps/SMS

Antes de iniciar a imunização, os participantes precisam preencher um formulário de consentimento e responder a um questionário com dados de saúde. Após essa etapa, é feito um exame de sorologia, que determina quais deles já tiveram contato com algum sorotipo do vírus da dengue.

A vacina será aplicada em esquema de duas doses com intervalo de 90 dias, totalizando 40 mil doses.

A pesquisa terá duração total de dois anos, período em que os participantes serão acompanhados e os cientistas colherão informações de casos, hospitalizações e óbitos para observar a diferença de comportamento do vírus entre vacinados e não vacinados.

“Esses estudos são importantes sempre que uma vacina nova é introduzida. Os voluntários serão acompanhados por dois anos, para que possamos testar a eficácia do imunizante nessa faixa etária”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

A vacina Qdenga, fabricada pelo laboratório japonês Takeda, foi aprovada pelo Ministério da Saúde e incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS), uma vez que teve eficácia comprovada e foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O imunizante é feito com o vírus vivo atenuado e interage com o sistema imunológico de modo a provocar uma resposta semelhante à gerada pela infecção natural.

Em 2024, a capital carioca registrou quase 35 mil casos de dengue. No município, a vacinação começou na sexta-feira (23), de forma escalonada, para crianças de 10 anos.

Até o momento, foram aplicadas 5.856 doses da vacina contra a doença, segundo a Secretaria de Saúde da capital. A partir de quarta-feira (28), o grupo de 11 anos também poderá se vacinar. As datas das demais não foram anunciadas.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

News Post 2025 © Todos direitos reservados