quinta-feira, abril 18, 2024
Home Saúde ‘Prender mulher não serve para nada’, diz presidente do STF ao criticar criminalização do aborto

‘Prender mulher não serve para nada’, diz presidente do STF ao criticar criminalização do aborto

por Bruna Lima do R7 em Brasilia
0 Comente
‘prender-mulher-nao-serve-para-nada’,-diz-presidente-do-stf-ao-criticar-criminalizacao-do-aborto

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, criticou nesta sexta-feira (8) a criminalização do aborto. “Prender a mulher não serve para nada”, afirmou, em palestra na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO). Segundo o ministro, é necessário fazer uma campanha de conscientização para esclarecer o tema na sociedade e, assim, conseguir votá-lo na Suprema Corte. 

“É preciso explicar para a sociedade que o aborto não é uma coisa boa, deve ser evitado e, portanto, o Estado deve dar educação sexual, contraceptivos e amparar a mulher que queira ter filho. Explicar para as pessoas que ser contra o aborto, não querer que ele aconteça, tentar evitá-lo, não significa que se queira prender a mulher que passe por esse infortúnio. Porque é isso que a criminalização faz”, declarou Barroso. 

Na avaliação do ministro, o pensamento de criminalizar impede mulheres pobres de usarem o sistema de saúde, que, por isso, acabam se mutilando em procedimentos clandestinos. 

“Essa é uma campanha de conscientização que precisamos difundir no Brasil para que se possa votar isso no Supremo. A sociedade não entende do que se trata. Não se trata de defender o aborto, mas de enfrentar esse problema de forma mais inteligente que a criminalização. Prender a mulher não serve para nada”, completou. 

[adning id="2818"]

Leia mais: Número de filhos por mulher cai 13% no Brasil entre 2018 e 2022, aponta IBGE

A lei brasileira condena a mulher que realizar aborto a até três anos de prisão. Quem auxilia no processo também pode ser condenado com pena de até quatro anos. A descriminalização do aborto até a 12ª semana de gravidez é tema discutido no STF. 

Pelo plenário virtual, a ministra aposentada Rosa Weber votou a favor da descriminalização. No entanto, a análise foi suspensa após um pedido de destaque de Barroso. Dessa forma, o julgamento vai ser reiniciado presencialmente, o que possibilita a discussão entre os ministros sobre o assunto. Ainda não há uma data definida para a retomada do julgamento. 

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

Facebook Twitter Youtube Linkedin Envelope Instagram

categorias noticias

noticias recentes

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo...

as mais lidas

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo viraliza “Nossa simples existência é ilegal”: russos LGBTQIA+ temem pelo futuro

News Post 2025 © Todos direitos reservados