terça-feira, abril 23, 2024
Home Mundo Teste de míssil nuclear britânico na Flórida teve anomalia

Teste de míssil nuclear britânico na Flórida teve anomalia

por marianacatacci
0 Comente
teste-de-missil-nuclear-britanico-na-florida-teve-anomalia

Um lançamento de teste de míssil nuclear britânico falhou num local ao largo da costa da Flórida, marcando a segunda vez em oito anos que os mísseis balísticos Trident 2 do país apresentaram mau funcionamento durante os testes.

Uma “anomalia ocorreu” durante o teste a bordo do submarino nuclear HMS Vanguard, disse um porta-voz do Ministério da Defesa do Reino Unido em um comunicado na quarta-feira (21), acrescentando: “Estamos confiantes de que a anomalia foi específica do evento e, portanto, não há implicações para a confiabilidade dos sistemas e estoques mais amplos de mísseis Trident.”

O sistema de dissuasão nuclear Trident da Grã-Bretanha sofreu uma falha anterior na costa da Flórida, em junho de 2016, disse anteriormente à CNN um oficial de defesa dos EUA com conhecimento direto do incidente.

O último incidente, relatado pela primeira vez pelo jornal The Sun, ocorreu durante um exercício em 30 de janeiro, perto da Flórida.

Uma fonte disse à CNN que as reportagens do Sun foram precisas e que a tripulação do submarino completou o exercício perfeitamente usando uma ogiva falsa. O míssil Trident 2 e a ogiva fictícia foram lançados no ar, mas os propulsores do primeiro estágio do míssil não acenderam e ele posteriormente afundou no oceano.

A falha era específica do kit de teste e o lançamento provavelmente teria sido bem-sucedido se tivesse ocorrido em patrulha, usando uma ogiva nuclear real, segundo a fonte.

O Ministério da Defesa confirmou que o Ministro da Defesa do Reino Unido, Grant Shapps, estava a bordo do HMS Vanguard no momento da anomalia do teste. O Primeiro Lorde do Mar, Almirante Sir Ben Key, também estava a bordo.

Shapps disse em um comunicado divulgado na quarta-feira que a anomalia do teste “não tem implicações para a confiabilidade dos sistemas e estoques mais amplos de mísseis Trident. Nem há quaisquer implicações para a nossa capacidade de disparar as nossas armas nucleares, caso surjam circunstâncias em que seja necessário fazê-lo.”

“A dissuasão nuclear do Reino Unido permanece segura, protegida e eficaz”, acrescentou o porta-voz do Ministério da Defesa.

“O HMS Vanguard e sua tripulação provaram ser totalmente capazes de operar o sistema de dissuasão contínua no mar do Reino Unido, passando todos os testes durante uma recente operação de demonstração e shakedown (DASO) – um teste de rotina para confirmar que o submarino pode retornar ao serviço após manutenção profunda”, disse o porta-voz. “O teste reafirmou a eficácia da dissuasão nuclear do Reino Unido, na qual temos absoluta confiança.”

O Partido Trabalhista da oposição classificou as reportagens sobre o fracasso do teste Trident como “preocupantes”.

“O Secretário da Defesa quererá assegurar ao Parlamento que este teste não tem impacto na eficácia das operações de dissuasão do Reino Unido”, disse o secretário-sombra da Defesa do Partido Trabalhista, John Healey.

O Reino Unido tem quatro submarinos de mísseis balísticos movidos a energia nuclear, cada um deles armado com mísseis Trident 2 D5 de fabricação americana, de acordo com a Marinha Real. Os mísseis podem ser disparados contra alvos a até 6.400 quilômetros de distância.

O custo anual do inventário de mísseis Trident II D5 do Reino Unido, que partilha com os Estados Unidos numa instalação na Geórgia, era de cerca de 15,1 milhões de dólares [12 milhões de libras] em 2015, de acordo com um briefing de investigação da Câmara dos Comuns.

Os custos anuais de funcionamento da dissuasão nuclear do Reino Unido são estimados em 6% do orçamento de defesa do país, ou cerca de 3,79 mil milhões de dólares para 2023/2024, de acordo com o relatório da Biblioteca da Câmara dos Comuns.

Espera-se que os atuais submarinos da classe Vanguard sejam substituídos por quatro novos submarinos da classe Dreadnought, já no início da década de 2030. O Reino Unido reservou entre US$ 39,1 bilhões e US$ 51,7 bilhões para os submarinos novos e atualizados, disse o relatório.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

inglês

versão original

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

Facebook Twitter Youtube Linkedin Envelope Instagram

categorias noticias

noticias recentes

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo...

as mais lidas

Charles 3º aparece com Camilla em seu primeiro cartão de Natal como rei Após 25 dias, cápsula de missão lunar sem tripulação cai no Oceano Pacífico Após contagem regressiva, luzes de árvore de Natal de Lisboa falham e vídeo viraliza “Nossa simples existência é ilegal”: russos LGBTQIA+ temem pelo futuro

News Post 2025 © Todos direitos reservados