segunda-feira, fevereiro 12, 2024
Home Mundo Egito recebe resposta do Hamas sobre reféns e trabalha por acordo final

Egito recebe resposta do Hamas sobre reféns e trabalha por acordo final

por derlacardoso
0 Comente
egito-recebe-resposta-do-hamas-sobre-refens-e-trabalha-por-acordo-final

Autoridades egípcias disseram nesta terça-feira (6) que receberam uma resposta do Hamas a um acordo de cessar-fogo para a Faixa de Gaza, segundo um comunicado do Serviço de Informação do Estado do Egito.

“Discutiremos todos os detalhes da estrutura proposta com as partes interessadas para chegar a um acordo sobre a fórmula final o mais rápido possível”, disse Diaa Rashwan, chefe do Serviço de Informação do Estado.

Fontes de segurança egípcias disseram à Reuters na terça-feira que a resposta do Hamas mostrou flexibilidade, pedindo um cronograma específico para que o cessar-fogo termine após o feriado muçulmano Eid al-Fitr, no início de abril.

“O Egito continuará a realizar seus maiores esforços para chegar a um acordo de cessar-fogo na Faixa de Gaza devastada pela guerra em breve”, disse Rashwan.

Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken / 06/02/2024 Mark Schiefelbein/Pool via REUTERS

EUA analisam resposta 

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, disse nesta terça-feira que os Estados Unidos estavam analisando a resposta do Hamas a uma proposta de acordo para libertação dos reféns que ele chamou de a melhor esperança para encerrar a guerra de quatro meses em Gaza.

Blinken, em uma entrevista coletiva no Catar, se recusou a discutir os detalhes da resposta do Hamas à proposta de cessar-fogo, em que o grupo militante palestino libertaria os reféns tomados em 7 de outubro em Israel em troca da concordância de Israel com uma pausa estendida ao conflito.

Blinken afirmou que a resposta foi compartilhada com Israel e que ele a discutiria com autoridades em Israel na quarta-feira.

“Ainda há muito trabalho a ser feito, mas continuamos acreditando que um acordo é possível e, inclusive, essencial”, disse Blinken.

“O melhor caminho a seguir — o caminho mais eficiente neste momento para conseguir um período estendido de calma e para trabalhar para encerrar o conflito é por meio de um acordo sobre os reféns”, afirmou Blinken.

Washington usaria qualquer pausa para construir planos para a reconstrução e o futuro do governo de Gaza e para prosseguir com esforços para um acordo de paz regional mais amplo que espera que possa levar à normalização das relações da Arábia Saudita com Israel em troca de medidas para a criação de um Estado palestino, disse.

Israel iniciou sua ofensiva militar em Gaza depois que militantes da Faixa de Gaza, governada pelo Hamas, mataram 1.200 pessoas e fizeram 253 reféns no sul de Israel, em 7 de outubro.

Pressionado sobre a razão pela qual os Estados Unidos pareciam incapazes de influenciar significativamente o governo de Israel sobre a sua resposta militar — que matou pelo menos 27.585 palestinos, de acordo com o Ministério da Saúde de Gaza — Blinken disse que a diplomacia era “um processo”.

“Quase nunca se trata de acender um interruptor de luz. E requer estar lá com as mangas arregaçadas todos os dias”, disse ele. Blinken afirmou que o envolvimento dos EUA ajudou a levar ajuda humanitária para Gaza e que Washington estava pressionando Israel para proteger os civis e trabalhando para evitar que o conflito se alastrasse.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

News Post 2025 © Todos direitos reservados